sábado, 3 de julho de 2010

Que venha 2014!


Como explicar uma derrota? É fácil apontar os culpados, mas fica difícil entender as razões e explicar porque deu errado. Uma seleção contestada, tanto jogadores como comissão técnica, mas aos poucos Dunga foi conquistando os brasileiros: chegou de mansinho, ganhou a Copa América e a Copa das Confederações, além de classificar o Brasil em primeiro lugar nas Eliminatórias. Com isso, os brasileiros acreditaram que o Brasil pudesse ir longe na Copa do Mundo. Mas não foi o que aconteceu.
Desde o começo da partida, deu para notar que algum jogador seria expulso, alguns minutos depois Felipe Melo (que já tinha feito gol contra) comete uma falta ridícula que mereceu cartão vermelho. Dunga não tentou fazer nada, ele viu que o jogador seria expulso, mas não fez substituição. Preferiu deixar acontecer e deu no que deu. O técnico foi castigado: arrogante o tempo todo com a imprensa, tentou calar a boca de todo mundo, mas não conseguiu. E depois do jogo, ficou mansinho, não teve coragem de enfrentar os jornalistas, como em outras coletivas.
A corajosa entrevista do goleiro Júlio César logo após a partida refletiu muito bem o que os brasileiros estão sentindo e diferentemente da última Copa, em 2006, mostrou que os jogadores também sofreram com a derrota. Como se explica o fato deles ganharem milhões e em um jogo decisivo, não retribuem o que pagam à eles? Ser jogador não é fácil, representar uma nação como o Brasil não é tarefa simples, a camisa pesa muito. E nessa hora não há dinheiro no mundo que acabe com tamanha pressão.Dá pra imaginar o que é jogar por milhões de brasileiros, contra a Holanda em uma quarta-de-final da Copa do Mundo? Não, eu não estou defendendo a seleção. Também fiquei triste com a eliminação, xinguei o Felipe Melo e critiquei a escalação do Dunga. Apenas estou tentando mostrar o quanto é difícil jogar o torneio de futebol mais importante do mundo. Resta esperar 2014, talvez os quatro anos mais longos da história da seleção brasileira de futebol, afinal a Copa é no Brasil e além desse motivo, o Brasil tem outro para brilhar no campeonato: apagar os vexames de 2006 e 2010. Com os brasileiros fica a esperança de que 2014 pode e vai ser diferente!

Um comentário:

  1. Querida amiga.

    Para um povo tão carente de alegrias,
    coloca-se na seleção um projeto
    de felicidade que devolve o
    orgulho nacional.
    Por isso estas derrotas doem tanto.
    Talvez mais para o povo,
    do que para os jogadores...

    Dias de paz para ti.

    ResponderExcluir