segunda-feira, 12 de julho de 2010

Espanha campeã: a Copa do Mundo agradece!


A Espanha provou que uma seleção favorita pode sim vencer a Copa do Mundo. A derrota para a Suíça na estréia fez todos pensaram que, mais uma vez, o time favorito seria uma grande decepção. Não foi assim. Apareceram outros favoritos como a Alemanha e a Holanda. Mas aos poucos, a Espanha foi mostrando seu futebol bonito com bom toque de bola e eliminou os próprios alemães, além de conquistar o título contra a Holanda. E isso só foi possível devido a um trabalho de quatro anos que começou com o técnico Luís Aragonés, comandante da seleção na Copa de 2006, mas acabou sendo eliminado pela França. Mesmo assim ele continuou no comando e conseguiu conquistar o título da Eurocopa com a Espanha. A partir daquele momento, os espanhóis mostraram que um só jogador não vence um campeonato e sim o conjunto da obra. Foi isso que aconteceu ontem na final.
A Espanha tem grandes estrelas como Xavi, Iniesta, Busquets, Xabi Alonso, Piqué e Villa. Juntos esses jogadores mostraram como se joga um futebol bonito. A Holanda se tornou favorita durante a competição, mas seu jogo sujo com entradas fortes e seu anti-futebol, que vimos na partida contra o Brasil, prejudicou o time e resultou na perda do título inédito para os espanhóis. Prova disso é que a final foi o jogo mais violento com 13 cartões amarelos e 1 vermelho. E poderia ter sido mais, se o árbitro Howard Webb não tivesse cometido alguns erros, por exemplo, quando o holandês De Jong chutou no peito o jogador Xabi Alonso e o juiz deu apenas um cartão amarelo.
Enfim, venceu a seleção que merecia. Com um futebol bem jogado, que encantou milhões de torcedores, a Espanha venceu a Copa do Mundo merecidamente. Os números mostram que se outra seleção fosse campeã seria injustiça. Nas últimas 54 partidas, o espanhóis venceram 49, empataram 3 e perderam duas. É ou não é merecido?
A Copa do Mundo acabou, mas devemos lembrar os protagonistas desse torneio: a vuvuzela, a jabulani, o polvo Paul, Larissa Riquelme, Mick Jagger, etc. Mas a grande protagonista, com certeza, foi a África do Sul. Um país que mostrou ser bastante rico, levou sua alegria e cultura para o mundo e provou que sua pobreza é muito pequena diante de tamanho espetáculo mostrado para todo o mundo. Que até 2014, o Brasil possa aprender com os africanos como se realiza uma Copa do Mundo e tenha a campeã Espanha de 2010 como inspiração para trazer o hexa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário